Festa Literária de Cachoeira celebra cinco anos com lançamento na Caixa Cultural em Salvador

10/09/2015

Capital baiana recebe em setembro o que de melhor já passou por Cachoeira em uma programação especial, com autores renomados e música brasileira

A Festa Literária que começou em uma agradável noite de outubro em 2011, na cidade de Cachoeira, Bahia, ganhou corpo, expressão e unanimidade. Em 2015, comemora cinco anos de existência com muito a celebrar.

A Flica, que acontece entre 14 e 18 de outubro em Cachoeira, terá lançamento oficial nos dias 18 e 19 de setembro nos palcos e salas do espaço Caixa Cultural, em Salvador, com mesas literárias compostas pelos autores Cristóvão Tezza. Ronaldo Correia de Brito, Sônia Rodrigues, Victor Mascarenhas, Fabrício Carpinejar, Miriam de Sales, Ana Maria Gonçalves, Daniel Thame e Laurentino Gomes. Serão mediadas por autores e especialistas em literatura, como o pernambucano Cristiano Ramos, o curador geral do evento, Aurélio Schommer, um autor baiano de ficção revelação, Fernando Vita, além do ator Jackson Costa e do intelectual baiano Zulu Araújo.

Além desse belo encontro literário, haverá música brasileira e uma programação especial voltada para as crianças. O evento também estimula as pessoas a levar livros usados, que serão doados para a biblioteca comunitária Sociedade Unificadora de Professores – SUP, primeira associação da classe de educadores da Bahia.

O lançamento começa no dia 18, às 18 horas, com a temática A tradução da dor e do imaginário, conduzida por Cristiano Ramos com os autores Cristóvão Tezza e Ronaldo Correia de Brito, especialistas em descrever a dor e os imaginários de gente incomum, homens e mulheres mergulhados em vidas intensas ou vazias, fartas ou indigentes.

No segundo dia, na primeira mesa literária, às 9 horas, os autores Sônia Rodrigues e Victor Mascarenhas serão mediados por Fernando Vita no debate intitulado Gentes como elas são. O premiado cronista ficcional de gentes baianas e a escritora que evoca inevitavelmente as personagens trazidas ao imaginário nacional por seu pai, Nelson Rodrigues, mas com trajetória própria, falarão sobre viventes e passantes, boçais e amantes.

Com descontração e espontaneidade, às 11 horas, Miriam de Sales e Fabrício Carpinejar dirão sobre O bem e o mal que saem da boca. Miriam, como memorialista do folclore e das melhores histórias da Bahia, Carpinejar como cronista de temas variados, prometem uma mesa bem-humorada e ácida em suas análises, tendo ao centro a vivaz condução de Jackson Costa.

Muitas andanças, um só rumo é a mesa literária conduzida por Zulu Araújo que ocorre às 15 horas do segundo dia de lançamento. Pautados nos dramas humanos, permeados por esperanças e conquistas, Ana Maria Gonçalves e Daniel Thame trarão histórias do passado e do presente. Ela é a consagrada autora de “Um defeito de cor”, marco da literatura nacional desde a década passada, enfocando a Bahia e a África do século XIX. Ele é um muçulmano de Ilhéus focado em personagens dramáticos e muito realistas.

Aurélio Schommer, curador e historiador, media a última mesa literária do evento, às 18 horas, sob o tema Os fatos e as impressões, com Laurentino Gomes, autor da trilogia formada por 1808, 1822 e 1889. Ambos compartilham ainda experiências jornalísticas, das quais emprestam a linguagem objetiva com viés literário.

As programações musicais começam nos dois dias após as mesas, às 20 horas. No dia 18, voz e violão com Ana Mametto e Yacoce Simões, mesclando raiz tradicional da cultura popular ao universo pop mundial.  Alexandre Leão, cantor, instrumentista e compositor brasileiro, fecha a programação musical da Flica Caixa Cultural na noite do dia 19.

Em paralelo às mesas literárias e à programação musical, acontece a Fliquinha, voltada ao público infantil. Entre os convidados, estão Nairzinha, responsável pelo projeto Cirandando o Brasil, que resgata, atualiza e devolve a cultura da brincadeira brasileira. Outros são Sálua Chequer, com a sessão de narrativas literárias e orais intitulada Essa Toalha tem História; Enéas Guerra, ilustrador de livros infantis; Ciça Fittipaldi, autora de livros infantis com referências à cultura indígena; Adailton Nunes com a Oficina de Pipa; o cordelista Maviael Mello e o grupo musical Currupio.

O quê? Lançamento Flica Caixa Cultural.

Quando? 18 e 19 de setembro de 2015.

Onde? Espaço Caixa Cultural. Avenida Carlos Gomes, Centro, Salvador. Com estacionamento gratuito ao lado. Com estacionamento gratuito ao lado – na sexta-feira, dia 18, a partir das 18h e no sábado, dia 19, a partir das 14h.

Aberto ao público

Acesse:
Festa Literária Internacional de Cachoeira – Flica
www.flica.com.br
www.facebook.com/FlicaOficial
https://twitter.com/flicaoficial
https://www.youtube.com/user/FlicaTV

Mais informações:

Lilian Comunica – Assessoria de Imprensa e Editorial

Cinthia Jardim, Lilian Cardoso e Pollyanna Mattos

redacao1@liliancomunica.com.br

assessoria@liliancomunica.com.br

pollyanna@liliancomunica.com.br

(11) 2275-6787 / (11) 9-9123-6781 / (11) 9-7185-9601

www.liliancomunica.com.br / @liliancomunica